img_fundo
Aprecie o melhor vinho da Serra Gaúcha

Dicas

O Vinho como remédio Os estudos comprovam que os consumidores de seis cálices de vinhos por semana tiveram 40% da taxa de mortalidade daqueles que não beberam.
Ainda constatou outros benefícios para o consumo moderado de vinho, tais como:




 O VINHO COMO REMEDIO


                                       Os benefícios do vinho à saúde:

Os estudos comprovam que os consumidores de seis cálices de vinhos por semana tiveram 40% da taxa de mortalidade daqueles que não beberam.
Ainda constatou outros benefícios para o consumo moderado de vinho, tais como:
• Aumento do DHL, o bom colesterol; 
• Aumento da salivação e a atividade estomacal no caso de falta de apetite; 
• Pelo alto conteúdo do potássio e baixo de sódio, excelente na dieta de pessoas com hipertensão ; 
• Aumento do prazer das refeições para diabéticos com uma taça de vinho seco, pois o álcool não requer insulina para ser metabolizado; 
• Torna o sono dos idosos mais repousante reduzindo o uso de tranqüilizantes e pílulas para dormir.
• A presença de polifenóis encontradas nas cascas e sementes das uvas, que agem como antioxidantes, são nutrientes naturais que protegem o interior do corpo contra reações químicas indesejáveis, principalmente a oxidação das células, causadora do envelhecimento e doenças;
• Redução de 59% no risco de pedras nos rins - estudos feitos na Inglaterra e nos Estados Unidos em 1998, pelo doutor Gary Curham;
• Estilo de vida mais moderado, mais equilibrado e melhor controle do estresse;
• Redução de 75% na taxa de mal de Alzheimer e 80% de demência quando comparadas com os não bebedores;
• E ainda que, pessoas saldáveis, bebendo duas taças de vinho tinto nas refeições não tem ganho de peso e uma taça de vinho dobra a perda de peso nas pessoas obesas pelo efeito tranqüilizante - estudo na Universidade do Colorado, em 1997.

                                                   O Amigo do Coração
Além de nos proporcionar excelente prazer, tomar vinho é um grande aliado do coração. O resveratrol, um dos componentes do tanino, é uma substância encontrada na casca das uvas tintas. Esta substância aumenta o bom colesterol reduzindo a quantidade do mau colesterol. Porém não se deve exceder-se. Um taça de vinho no jantar é um excelente negócio. E vai uma dica! Recentemente descobriram que os vinhos chilenos, pelas características das uvas, são os melhores para o colesterol.
A Endotelina-1 é descrita como um peptídio vasoconstritor liberado pelo endotélio, altamente potente, e a sua alta produção é vista como fator chave no desenvolvimento de doenças vasculares e da arteriosclerose. As pesquisas indicam que os polifenóis do vinho tinto, podem inibir a síntese do ET-1, explicando assim por que o vinho é benéfico ao coração.



                                                       O vinho ajuda… 
        A evitar doenças cardíacas: 1 a 3 taças de vinho por dia diminui em até 50% o risco de doenças coronarianas. Pesquisadores sugerem que pode haver outros componentes da bebida, além do etanol (álcool), com poderes preventivos (antioxidantes, taninos e componentes fenólicos). 
        A combater o câncer: O vinho também ajuda a prevenir o câncer. Pesquisa feita por 2 biólogos moleculares da Universidade da Carolina do Norte (EUA), publicada em junho de 2000, relata evidências de que a substância resveratrol, encontrada na casca da uva, pode controlar o mecanismo genético que auxilia a prevenção e o tratamento do câncer. A substância promove a morte das células cancerígenas por meio da inibição de uma proteína específica. Há algum tempo os cientistas já suspeitavam dos poderes anticarcinogênicos da substância: em 1997, um estudo com ratos desenvolvido na Universidade de Illinois, em Chicago (EUA), demonstrou que o resveratrol reduzia em até 98% a incidência de câncer de pele nesses animais. Desde então, outros estudos foram conduzidos para verificar sua atuação em humanos, em câncer de cólon e de mama. 
       A prevenir úlcera: Um estudo publicado na revista norte-americana Newsweek, em maio de 1999, demonstrou que o vinho ajuda a prevenir úlceras. O estudo, feito com 1800 pessoas, deu os seguintes resultados: os que bebiam 1 taça de vinho por dia tiveram 7% menos bactérias que causam infecções gástricas (bacterpylori de helico); os que bebiam 2 taças por dia, a taxa de incidência bacteriana foi 18% menor; e os que consumiam mais de 3 taças diárias apresentaram 33% menos bactérias.
      A proteger contra o Mal de Alzheimer: Pesquisas francesas sugerem que o consumo de vinho protege contra o Mal de Alzheimer. Aqueles que consomem a bebida moderadamente têm uma taxa 75% menor de chance de desenvolver a doença do que abstêmios. 
      Além destas vantagens, o vinho é também um poderoso tranqüilizante e é recomendado em dietas para hipertensos, pelo alto conteúdo de potássio e baixo teor de sódio. Também não engorda: pesquisa de 1997 desenvolvida na Universidade do Colorado (EUA) concluiu que homens saudáveis podem beber até 2 taças de vinho diárias sem ganho de peso. 


O bom uso do vinho - tanto tinto como branco - deve respeitar tal principio Com moderaçao, é possivel extrair o que há de melhor desta bebida que acompanha a história da humanidade há milhares de anos. Um brinde ao vinho! 

OUTRAS DICAS
Dicas para consumir Vinhos adequadamente!
Deve-se consumir o vinho em harmonia com a refeição, o clima e em copos adequados para preservar a qualidade.
VOLTAR
PÁGINA bt_voltar
Linha Amarílio, s/n | Antônio Prado - RS
CEP 95250-000 | Fone/fax: (54) 3293.3858 / 3293.5133